DIVERSÃO

Nissan Kicks muda visual e ganha versão híbrida
Mudanças no modelo vendido na Ásia irão inspirar novidades no SUV brasileiro em 2021



Após ser flagrado sem camuflagem, o Nissan Kicks 2021 estreia na Tailândia com novo visual e uma inédita versão híbrida. As novidades chegarão ao modelo brasileiro em 2021, incluindo a variante eletrificada.

A dianteira do Kicks 2021 traz grade ampliada, com a tradicional moldura cromada em forma de “V”. Os faróis ficaram mais afilados e ganharam iluminação full LED. O logotipo da Nissan passa a abrigar os sensores de novos sistemas semiautônomos, como controle de cruzeiro adaptativo.

Na parte de trás, as alterações foram mais brandas, com redesenho da parte interna das lanternas (que mantiveram o formato) e para-choque com maior área pintada no mesmo tom da carroceria.

Na lateral, a única novidade é o desenho das rodas, muito semelhantes às do elétrico Leaf. Do lado de dentro, as novidades são a nova tela de LCD colorida no quadro de instrumentos e a manopla de “câmbio” minimalista, ambas válidas para a versão híbrida e-Power (única com fotos reveladas).

Híbrido ou elétrico?

A maior novidade está na mecânica, com a chegada da configuração híbrida e-Power. Ela traz motor 1.2 a gasolina, que é responsável unicamente por gerar energia que alimentam as baterias do conjunto elétrico. O motor elétrico, de 129 cv de potência e 26,5 kgfm de torque, é o único responsável por tracionar as rodas.

Por combinar a geração de energia para um motor elétrico por um a combustão, o Kicks e-Power é um híbrido e não traz possibilidade de recarga por plugue externo. Apesar de ser um chamariz do modelo 2021, o consumo de combustível não foi revelado pela Nissan.

O Kicks e-Power traz o sistema de acelerador inteligente, que dispensa o uso do freio convencional em diversas situações, como no Lead e em outros elétricos. Há quatro modos de condução: Normal, S, Eco e EV, que ajustam o nível de potência entregue.

Na Tailândia, a Nissan irá fornecer 10 anos de garantia para as baterias e 5 anos para os demais componentes do sistema elétrico. Já o carro todo possui 3 anos de garantia (ou 100.000 quilômetros). As entregas na Ásia começam já a partir de junho.

 


Galeria de Fotos:





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM