DIVERSÃO

Quarentena pode fortalecer casais, dizem Renato e Cristiane Cardoso
Apresentadores do 'The Love School' defendem que momento de isolamento mostra que nunca é necessário gastar dinheiro para investir no casamento





O isolamento social, usado como medida de redução do contágio do novo coronavírus, tornou a convivência dos casais muito mais intensa do que o costume. Trabalhar, estudar, cozinhar e se divertir juntos pode ser um desafio, mas também pode contribuir para um casamento ainda melhor depois da quarentena.

A afirmação é de Renato e Cristiane Cardoso, apresentadores do programa The Love School – A Escola do Amor. Segundo eles, o momento de privação pode sim fortalecer a relação a dois.

"Se o casal aprender a ser compreensivo, relevar e pensar em como fazer o outro feliz, vai sair ganhando dessa quarentena. Afinal, terá sido um momento inesquecível, provando que para investir no casamento quase nunca é necessário gastar dinheiro", explicam.

O primeiro desafio do isolamento social é aprender quando ficar junto e quando é necessário um momento mais afastado. "Mais importante que respeitar o espaço, é respeitar a pessoa que é diferente de você e não pode ser condenada por isso. Muitos casais se importam com o espaço porque, no fundo, são desrespeitados de outras formas como, [a pessoa] querer tudo na hora dela, sem ter consideração que nem sempre a hora dela é a melhor hora para o outro", orientam Renato e Cristiane.

O dia a dia nesse período pode ser cansativo e desgastante, mesmo sem os estresses do deslocamento entre casa e trabalho. A situação atual exige que os dois sejam flexíveis.

"Entenda que, assim como você tem de ser tolerante com os erros e o estresse do parceiro, ele também tem que ser com você. Não pense só em como você se sente ou gostaria de se sentir. Pense em como seu parceiro gostaria de se sentir. Quando pensamos no outro como se tivéssemos pensando em nós mesmos, paramos de ser desagradáveis e nos tornamos pessoas melhores", afirmam.

A dica para quem não consegue separar trabalho e vida pessoal é apostar no amor e no bom relacionamento. "Quando o casamento está bem, tanto faz. Quando o casal está de mal um com outro, às vezes nem em outro cômodo dá para trabalhar. Mais uma vez enfatizamos que o casamento saudável faz tudo mais saudável. E o casamento infeliz faz tudo mais na vida se complicar. O casamento é a base da vida, que precisa estar bem cuidada e estruturada para que então o trabalho, a carreira e todas as demais áreas da vida tenham força para crescer", ressaltam os apresentadores do The Love School – A Escola do Amor.

Renato e Cristiane dizem que é possível haver brigas e desentendimentos, mas destacam que os parceiros precisam estar preparados para superar a situação juntos e estar dispostos a perdoar. "É bem estressante não poder sair nem encontrar pessoas, além do fator econômico, que traz muita insegurança para o futuro da maioria das famílias brasileiras. Se já esperamos algo de ruim acontecer, nos precavemos a isso. É assim que lidamos com as brigas: temos de ser compreensivos com o estresse um do outro e aprender a relevar mais do que querer estar certo o tempo todo. E para se reconciliar, nada mais forte do que um ‘me perdoe’ e ‘da próxima vez, vou procurar agir assim…’, afirma o casal de apresentadores.

Para quem está em isolamento, as atividades em casal podem movimentar o tempo livre e aproximar as duas partes. "Assistir filmes e seriados (que não prejudiquem a mente), conversar, se tiver uma varanda, pegar sol juntos, ouvir uma música, dançar, fazer um jantar à luz de velas, organizar gavetas e armários, assistir à Escola do Amor e as palestras para casais disponíveis pelo univervideo.com", concluem Renato e Cristiane.

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



DIVERSÃO  |  30/05/2020 - 10h





DIVERSÃO  |  29/05/2020 - 14h


DIVERSÃO  |  29/05/2020 - 06h