ECONOMIA

Nubank cria fundo de R$ 20 mi para apoiar clientes na crise do coronavírus
Fintech estabeleceu parceria com Hospital Sírio-Libanês, plataforma de terapias Zenklub, empresas de entregas iFood e Rappi e loja de produtos de pet shop Zee.Dog





O Nubank criou um fundo de R$ 20 milhões para apoiar clientes por meio da oferta de serviços de delivery e orientação médica à distância. A fintech estabeleceu parceria com o Hospital Sírio-Libanês, a plataforma de terapias Zenklub, as empresas de entregas iFood e Rappi e a loja de produtos de pet shop Zee.Dog para a prestação dos serviços durante a crise do coronavírus.

Os clientes que precisarem de alguma ajuda nessas áreas poderão entrar em contato com o Nubank, que avaliará a necessidade de cada um. Caso decida prestar auxílio, a fintech vai oferecer créditos nas empresas de entregas ou vouchers para a marcação de consulta remota com médicos, psicólogos ou terapeutas.

De acordo com o Nubank, o dinheiro do fundo virá dos recursos que a companhia está economizando com a redução das despesas de marketing e outros gastos. “Vamos além do dinheiro. Doaremos o que temos de mais precioso: nosso tempo e energia para ouvir as pessoas e ajudá-las dentro do que for possível, para além da vida financeira”, afirmou, por meio de comunicado, David Vélez, presidente e fundador do Nubank.

A expectativa da fintech, segundo Vélez, é atender a dezenas de milhares de pessoas até o fim de abril. A fintech informou que os casos relativos a empréstimo pessoal e pagamento da fatura dos cartões estão sendo avaliados por meio de seus canais de atendimento.

O Nubank foi alvo de críticas nas redes sociais nos últimos dias porque ainda não havia anunciado nenhuma medida para apoiar clientes na crise do coronavírus.

Com informações da Valor Econômico 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM