MARINGÁ

Prefeitura arrecada 300 kg de recicláveis e 100 litros de óleo usado no lançamento do ′Moeda Verde′


Aldemir de Moraes/PMM


Os maringaenses aproveitaram o sábado, 25, para trocar materiais recicláveis e óleo usado por alimentos, por meio do ′Moeda Verde′. Realizado pela Prefeitura de Maringá, o projeto foi lançado no Jardim Iguaçu e tem como objetivo incentivar o envolvimento da comunidade em práticas sustentáveis. Foram arrecadados cerca de 300 kg de materiais recicláveis e 100 litros de óleo usado, que serão destinados para as cooperativas do município. Ao todo, foram entregues 230 kg de hortifrutis da agricultura familiar para a população.

A estudante universitária Lígia Gabriel foi uma das primeiras a chegar. "Vim trocar principalmente papel, que uso para estudar. Achei o projeto muito bom porque é uma forma de incentivar a reciclagem e de evitar que as pessoas misturarem esses materiais com o lixo orgânico", ressalta.

O secretário de Limpeza Urbana, Paulo Gustavo Ribas, destaca que o projeto traz benefícios em diversas áreas. "Essa é mais uma ação muito importante da gestão do prefeito Ulisses Maia, que tem como objetivo incentivar a reciclagem e a alimentação saudável, gerar renda para diversas famílias que atuam nas cooperativas de reciclagem e agricultura, além de realizar educação ambiental, porque a pessoa recebe o alimento nas ecobags, as sacolas retornáveis", diz.

No ′Moeda Verde′, cada 1 kg de recicláveis ou 1 litro de óleo usado vale 1 kg de hortifrutis, com limite de 2 kg de alimentos por pessoa. Os moradores levaram os hortifrutis em ecobags, tudo de maneira sustentável. O projeto ocorrerá uma vez por mês em bairros da cidade.

CIDADANIA NOS BAIRROS - Durante o lançamento do ′Moeda Verde′, a Prefeitura de Maringá também realizou mais uma edição do projeto ′Cidadania Nos Bairros′, por meio da Secretaria da Juventude, Cidadania e Migrantes (SeJuc). Foram oferecidos diversos serviços para a população, como corte de cabelo gratuito, coleta de exame preventivo de colo de útero, vacinação contra a gripe, aferição de pressão, orientações sobre direitos do consumidor, distribuição de mudas e hortaliças, feira de adoção animal e outras atividades. O objetivo é aproximar o setor público da comunidade, além de estimular o lazer e a convivência.

A Cleuza Mendes Cardoso fez a coleta de exame preventivo de colo de útero, sem precisar de agendamento prévio. "Aproveitei o sábado para fazer o preventivo. É muito legal essa ação porque às vezes a gente não tem tempo para vir durante a semana", diz.
Já a Tassiane Ferreira de Morais aproveitou para levar os filhos, de 5 e 7 anos, para cortar o cabelo. "Achei o projeto bem legal para trazer as crianças para brincar e também para aproveitar os serviços que estão sendo oferecidos", conta.

O objetivo do ′Cidadania nos Bairros′ é aproximar o setor público da população, além de estimular o lazer e a convivência.






COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM