GERAL

Golpes do Pix crescem 350% nos meses de maio e abril


Shutterstock/Reprodução

A empresa de cibersegurança PSafe divulgou, na quarta-feira (22), uma informação preocupante: houve um aumento de mais de 350% no número de tentativas do chamado "golpe do Pix" nos meses de abril e maio, quando comparados com o bimestre fevereiro/março deste ano. Os ataques, realizados apenas no Brasil, foram bloqueados por soluções de segurança da companhia.

Ao todo, foram mais de 424 mil bloqueios de golpes com a temática Pix no País em abril/maio registrados pela empresa, contra pouco mais de 92 mil detecções no bimestre anterior. De acordo com o executivo-chefe de segurança da PSafe, Emilio Simoni, isso equivale a quase sete mil tentativas por dia, mais de 280 por hora e quatro por minuto, isso somente em abril e maio.

Site falso oferecendo saque via PIX. (Fonte: PSafe/Divulgação.)
Fonte: Psafe

Outros tipos de golpes financeiros e dicas de segurança

Mas a coisa não se resume apenas ao Pix. O executivo afirma que houve um crescimento dos golpes financeiros em geral neste ano, em comparação com igual período de 2021. "Só nos cinco primeiros meses do ano, registramos mais de 3,4 milhões de detecções de golpes com a temática financeira. No ano passado, no mesmo período, havíamos bloqueado pouco mais de 2,2 milhões", revela.

Além dos softwares de segurança, os especialistas do dfndr lab da PSafe recomendam algumas práticas simples para se proteger de golpes como os citados:

Ao fazer um Pix, cadastre a conta recebedora no aplicativo do seu banco;
Evite clicar em links para fazer transferências;
Ao receber um Pix de pessoa desconhecida, envie uma chave aleatória. Só use seu CPF ou dados pessoais para pessoas que você conhece;
Antes de fazer uma transferência ou pagamento, ligue antes para o favorecido (fora do WhatsApp) para confirmar sua identidade;
Duvide sempre de supostas promoções da internet, como brindes, descontos ou propostas boas demais para serem verdade, pois os links podem direcionar para malwares;
Mantenha a visualização do seu perfil nas redes sociais, inclusive foto, apenas para seus contatos;
Desconfie de todos os links compartilhados via troca de mensagens e redes sociais.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM