REGIÃO

Governador autoriza início da duplicação da PR-317, entre Maringá e Iguaraçu


Foto: José Fernando Ogura/AEN

O governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou nesta quinta-feira (03) a ordem de serviço para início da pavimentação da PR-317, entre Maringá e Iguaraçu, no Noroeste do Paraná. O Governo do Estado vai investir R$ 183,4 milhões na obra, que abrange um trecho de quase 22 quilômetros. O recurso é do programa Avança Paraná, financiado pelo Banco do Brasil e pela Caixa Econômica Federal.

O contrato é pelo Regime Diferenciado de Contratação (RDCi), modalidade em que a elaboração dos projetos e a execução da obra são feitas em uma mesma empreitada. Com isso, a previsão é que a obra seja entregue no segundo semestre de 2023.

Na cerimônia de assinatura, em Iguaraçu, o governador afirmou que a região Noroeste conta com uma série de obras estruturantes, que ultrapassam R$ 650 milhões em investimentos. Entre elas estão a duplicação e implantação de terceiras faixas na PR-323, entre Maringá e Umuarama, e a pavimentação e reestruturação da Estrada Boiadeira, entre Umuarama e Icaraíma.

"A PR-317 é um corredor logístico e turístico muito forte, que atende o nosso agronegócio e faz a ligação com São Paulo. Há muito tempo a rodovia precisava ser modernizada", afirmou Ratinho Junior. "Junto aos outros projetos no Noroeste, esta obra vai transformar a região, fomentando tanto o turismo, quanto o crescimento industrial. São as melhorias que esta rica região do Paraná tanto precisa".

PARCERIA - Ele salientou a parceria com a iniciativa privada para viabilizar a execução. A elaboração do projeto básico foi patrocinado pela Associação Comercial e Industrial de Maringá (Acim). "O Governo do Estado se comprometeu que assim que o projeto ficasse pronto, iríamos licitar e colocar essa obra para rodar. Por isso agradecemos o empenho da Acim e de todos os empresários pela elaboração do projeto básico", disse.

"A rodovia vai beneficiar os trabalhadores que se deslocam para Maringá, contribuindo também com outros municípios, como Astorga e Santa Fé", declarou o prefeito de Iguaraçu, Eliseu Silva da Costa (Eliseu da Farmácia). "Somos praticamente uma cidade-dormitório, mas nossa esperança é que esta obra também traga mais desenvolvimento e atraia empresas para o nosso município".

Para o prefeito de Maringá, Ulisses Maia, a duplicação representa uma integração maior entre Maringá e os municípios da Região Metropolitana. "Era o único acesso a Maringá ainda não duplicado. Com isso, resolvemos um problema de mobilidade e trazemos mais desenvolvimento para a região, criando inclusive um polo de turismo de natureza", afirmou.

Para o presidente da Acim, Michel Felippe Soares, a entidade se comprometeu com o projeto por entender a relevância da obra para a região. "A rodovia é fundamental para o escoamento logístico, mas tínhamos um gargalo porque aqui é a saída para o estado de São Paulo. Então essa obra vem para incrementar nosso PIB regional, trazer segurança para a comunidade nas vias de locomoção e será extremamente importante para nosso desenvolvimento", ressaltou.

OBRA - Além das pistas duplicadas, o projeto também prevê a construção de três viadutos, duas passarelas para pedestres, a duplicação de uma ponte e a implantação de cinco quilômetros de vias marginais. Nos primeiros quatro quilômetros, saindo de Iguaraçu, já foram iniciados os serviços de terraplanagem e limpeza da vegetação.

O diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER/PR), Fernando Furiatti, explicou que a empresa que venceu a licitação ainda vai definir no projeto executivo onde serão implantadas as obras de arte especiais.

"Já liberamos os primeiros quatro quilômetros do projeto, para iniciar a obra do segmento de Iguaraçu, sentido Maringá", disse. "A partir de agora serão definidos os locais dos viadutos e trincheiras. Serão naqueles pontos da rodovia onde há mais fluxo e necessidade de interligação com outros locais", disse.

CONTINUAÇÃO - Além de liberar a duplicação do trecho, o Governo do Estado já licitou a continuidade das obras de ampliação de capacidade da PR-317 até a divisa com São Paulo.

A implantação de terceiras faixas e o restauro da rodovia serão feitos em duas etapas: o primeiro lote vai de Iguaraçu a Nossa Senhora das Graças e o segundo de Nossa Senhora das Graças a Santo Inácio, na divisa com o estado vizinho.

"Iniciamos esta obra e já estamos projetando o futuro. Esta rodovia é um corredor importante de ligação entre estados e de desenvolvimento regional. Esta é a primeira etapa, quase R$ 200 milhões em investimentos, mas nosso objetivo é seguir em frente", completou o secretário estadual da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex.

PRESENÇAS - Participaram da solenidade o coordenador regional do DER/PR em Maringá, Octávio Jose Silveira da Rocha; os presidentes da Câmara Municipal de Iguaraçu, Anderson Viana; da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep) e prefeito Santa Fé, Fernando Brambilla; os deputados federais Ricardo Barros e Luiz Nishimori; os deputados estaduais Doutor Batista, Alexandre Curi, Evandro Araújo, Soldado Adriano José, Tiago Amaral e Delegado Jacovós; e prefeitos da região.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM