SAÚDE

Queiroga erra e cita 4 mil mortes por vacina; óbitos são 11
Após questionamento, ministro reconheceu que errou na divulgação do número


Foto: Isac Nóbrega / PR

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, errou ao afirmar na segunda-feira, 17, que o Brasil registrou 4 mil óbitos relacionados à vacina da covid-19. Dados do próprio Ministério desmentem essa informação; o número oficial é de onze mortes.

Questionado pela reportagem do jornal Folha de S. Paulo, Queiroga admitiu que errou ao divulgar os números, e acabou se confundindo com a quantidade de casos em investigação.

Ainda de acordo com a reportagem, o Ministério da Saúde informou que já são 13 mortes associadas a reações da vacina, em um universo de 325,71 milhões de vacinados, mas os dados ainda não foram atualizados em boletim.

Segundo números mais recentes, a pandemia de covid-19 já deixou mais 620 mil mortos no País.
 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM