TECNOLOGIA

Baixo estoque do PlayStation 5 deve continuar até 2022, diz Sony
Produção não deve suprir a alta demanda do novo console, indica executivo

Segundo CFO da Sony, Hiroki Totoki, Sony continuará com demanda acima da capacidade de entrega do PlayStation 5 ainda em 2022, mesmo com o aumento esperado de produção.

A dificuldade de conseguir um console de nova geração da Sony é resultado de uma série de fatores, dentre eles a crise dos semicondutores, altíssima demanda, além dos cambistas que correm para esgotar as unidades assim que são repostas no varejo para vender por até o dobro do preço, inclusive no mercado internacional.

"Eu não acho que a demanda vai se acalmar neste ano e, mesmo que asseguremos muitos mais dispositivos e produzirmos muitos mais unidades do PlayStation 5 no próximo ano, nossa oferta não será capaz de alcançar a demanda", declarou Totoki (via Bloomberg).

A Sony está buscando diversas estratégias para tentar suprir essa demanda, inclusive com a produção de uma suposta nova versão do PlayStation 5 em processo de fabricação com um SoC 100% compatível com a atual linha de produção, mais eficiente e de fabricação mais rápida, mas segundo seu CFO, isso ainda não será o suficiente para igualar a reposição dos estoques com a demanda do consumidor final.

A meta da empresa ainda é bater o número de vendas do segundo ano do PlayStation 4, chegando a 14,8 milhões de unidades vendidas no atual ano fiscal, mas isso não quer dizer necessariamente que todos os interessados no PlayStation 5 terão a possibilidade de comprar seu console, ao menos não pelo preço sugerido pela Sony.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM