COLUNAS



POLITICAGEM

com


Kim Rafael


Avatar Kim Rafael
FUNDÃO ELEITORAL



 
 
Imagem:[1]


Quinta-feira, dia 15.07.2021 foi votado no Congresso Nacional a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que estabelece quais serão as metas e prioridades para o ano seguinte.
 
E junto com o texto da LDO foi aprovado o Fundo Eleitoral para as eleições de 2022. Antes o valor era de R$ 1,7 Bilhões, agora, com a aprovação, o congresso Nacional quase triplica o valor, e vamos ter que pagar R$ 5,7 Bilhões para os partidos políticos.
 
Agora te pergunto, você concorda com este aumento?
 
Uma tentativa de barrar o fundão eleitoral teve o apoio de apenas cinco partidos. Cidadania, PSOL, Podemos e PSL foram os únicos a apoiarem uma mobilização feita pelo Novo, para rejeitar o fundo de R$ 5,7 bilhões incluído na votação da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO).
 
O Novo apresentou ao plenário um pedido de alteração do texto-principal, o chamado “destaque”, para retirar das regras do Orçamento a previsão de um cálculo para o financiamento de campanha. Com isso, o montante teria de ser definido na Lei Orçamentária Anual (LOA), a ser entregue pelo governo ao Congresso até agosto.
 
Como há necessidade de cortar recursos, isso dificultaria o aumento. O pedido, porém, não conseguiu convencer a maioria das legendas.
 
Mas eles fizeram isso, de forma covardes, covardes se esconderam atrás do voto simbólico, eles, os parlamentares.
 
Ou seja, não houve a votação nominal para as pautas em separadas, apenas uma votação nominal para as duas pautas.
 
Você, parlamentar, pode até questionar: “sou a favor da LDO mas contra o fundão”, infelizmente por você não ter marcado posição, acabou votando os dois.
 
Tinha saída, não o fez, porque não quis, agora, eu vou ter que pagar essa conta. Não me interessa se você é a favor do governo ou contra, não se trata de A ou B, trata-se do meu bolso, que vai imprimir santinhos, e porque não dizer, até comprar votos? Tudo... tudo nas minhas costas, e quero lembra-los EU NÃO AUTORIZEI!
 
Agora, não adianta querer publicar vídeo ou soltar nota de esclarecimento, você que votou a favor do fundão, você errou e errou feio.
 
E agora como estamos? Vocês, parlamentares, estão de recesso, enquanto eu continuo trabalhando e sustentando vocês...
 
Por fim, nos resta saber se o presidente Bolsonaro irá sancionar ou vetar.
 
Como um defensor do governo Federal e suas pautas, eu peço, VETA PRESIDENTE.
 
Mas de qualquer forma, se o presidente não vetar, a culpa é do Congresso Nacional, eles deveriam alterar a votação e separar os destaques.
 
Alguns vão dizer: mas não pode separar...
 
Conforme regimento interno das casas, não há um procedimento que obsta a separação... mas, quando fizeram com o processo de impeachment, aí pode. Separaram as votações, uma votação para retirar a ex-presidente Dilma da cadeira presidencial e a outra votação para manter os direitos políticos... isso sim é rasgar a Constituição Federal.
 

 

Confira o vídeo:



Sobre Kim Rafael

Colunista


Sobre a Coluna

POLITICAGEM



COMENTÁRIOS